Revista interdisciplinaria de Internet

30 de Junio de 2022

Ideologia e poder no “dia do fogo” na Amazônia (2019): análise crítica do discurso dos jornais Público e Folha de S.Paulo

Thaís Braga&Sandra Marinho

Ideologia e poder no “dia do fogo” na Amazônia (2019): análise crítica do discurso dos jornais Público e Folha de S.Paulo

Ideology and power on the “day of fire” in the Amazon (2019): critical discourse analysis of the newspapers Folha de S.Paulo and Público


Discurso & Sociedad, 2022 16(2):303-328

Resumen


Em 2019, uma onda de incêndios florestais espalhou-se pela Amazônia brasileira a partir de municípios do Estado do Pará. Iniciada em 10 de agosto, a queima foi supostamente provocada por um grupo de agropecuaristas e ficou conhecida como o “dia do fogo”. A partir deste caso, o artigo objetiva identificar e compreender como se manifestaram as ideologias sobre a Amazônia no discurso jornalístico. Por meio do processo de amostragem não probabilística por casos típicos, formou-se um corpus com 61 textos do Público (Portugal) e 60 textos da Folha de S.Paulo (Brasil), do qual se extraíram dois textos de perguntas e respostas (explicadores) sobre o “dia do fogo”. Adotaram-se a observação direta e a observação indireta (entrevistas semiestruturadas em profundidade) como técnicas/instrumentos de coleta de dados. A técnica de análise utilizada foi a análise crítica do discurso. A partir do exame das manchetes, submanchetes e das dez perguntas de cada texto, percebeu-se a manifestação de ideologias semelhantes nos dois jornais. O interesse de ambos sobre a Amazônia pareceu ser despertado pelo presidente da França, Emmanuel Macron, que chamou a atenção para a crise internacional no "pulmão do mundo". De maneiras próprias, Público e Folha de S.Paulo apresentaram visões estrangeiras sobre o bioma, com a frequente associação à floresta e aos rios. No aspecto político, o periódico brasileiro confrontou as posições do presidente brasileiro Jair Bolsonaro, enquanto o periódico português alinhou-se à agenda verde europeia.

Palabras clave: Amazônia. Dia do fogo. Análise crítica do discurso. Público. Folha de S.Paulo


Abstract


In 2019, a wave of forest fires spread across the Brazilian Amazon from municipalities in the state of Pará. Started on August 10, the burning was supposedly caused by a group of farmers and became known as the day of the fire. From this case, the article aims to identify and understand how ideologies about the Amazon were manifested in the journalistic discourse. Through the non-probabilistic sampling process for typical cases, a corpus was formed with 61 texts from Público (Portugal) and 60 texts from Folha de S.Paulo (Brazil), from which two texts of questions and answers (explainers) about the “day of fire” were extracted. Direct observation and indirect observation (semi-structured in-depth interviews) were adopted as data collection techniques/instruments. The analysis technique used was critical discourse analysis. From the examination of the headlines, subheadlines and the ten questions of each text, it was noticed the manifestation of similar ideologies in the two newspapers. Their interest in the Amazon seemed to be sparked by French President Emmanuel Macron, who drew attention to the international crisis in the "lungs of the world". In their own ways, Público and Folha de S.Paulo presented foreign views on the biome, with the frequent association with the forest and rivers. In the political aspect, the Brazilian newspaper confronted the positions of Brazilian President Jair Bolsonaro, while the Portuguese newspaper aligned itself with the European green agenda

Keywords: Amazon. Day of the fire. Critical discourse analysis. Público. Folha de S.Paulo